Layori

30 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Afro, Pop, Soul e Jazz cantados em inglês, espanhol e iorubá (língua nativa Nigeriana). Tudo isso está em Origin, o álbum debutante da cantora Layori que saiu no começo do ano. Depois de rodar o mundo trabalhando como modelo e estudando música, ela realmente retorna às origens, compondo e cantando canções originais de gosto particular sem tentar se tornar uma Beyoncé Nigeriana, caminho esse seguido por algumas aspirantes à fama mundial. Ouvindo sua música no site oficial, percebe-se claramente que Layori - que significa "salva pela graça" - foi presenteada não apenas com uma singular beleza física como também com grande talento musical.

Abaixo ela faz um cover acústico do U2. Despretencioso, sincero e belíssimo!



Nesse link, o vídeo da canção "Dada" (cantada em iorubá), de onde eu copiei o vestido da toonada. Chique essa moça. =)

Fonte: http://www.kotonteej.com

Jennifer Aniston

29 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Juvemário de Oliveira Tupinambá - Bertoldo Brecha

28 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
1932 - 2010
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com



Karen O

27 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

No vídeo abaixo, Karen sai de seu camarim e vai até uma loja de "1,99". Eu também já fiz isso algumas vezes, mas nunca foi tão divertido como parece ser nesse clipe. Será que economizar nas compras é tão bom assim e eu ainda não me dei conta?

Off Topic: Tributo à Harrison Ford

25 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Sugerido pelo usuário Spencer
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para: fer.souza.mail@gmail.com

Eles são: Rick Deckard (Blade Runner), Indiana Jones e Han Solo (Star Wars).
Tenha um ótimo fim de semana! =D

Tsokye Tsomo Karchung

24 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

"Imagine um país onde a felicidade do povo é o princípio orientador do governo. Imagine um povo que vê a vida como algo sagrado, um terreno com energias renováveis abundantes, uma nação comprometida com a preservação da natureza e sua cultura. Imagine um país onde o objetivo do governo é Felicidade Nacional".

Essa frase acima é parte do slogan do documentário “Bhutan – Taking the Middle Path to Happiness” que conta como é a vida do povo de
Butão. Este país dos Himalaias, conhecido como a Terra do Dragão, foi governado por monges até 1907, data em que foram substituídos por um monarca, conhecido como Rei-Dragão. Atualmente, Jigme Khesar Namgyel Wangchuck, coroado com apenas 28 anos, é o mais jovem rei no poder. Butão é uma nação com poucas aberturas para o mundo ocidental, sendo a maior parte da população composta por simples agricultores. O cenário musical é exclusivo às canções folclóricas e religiosas, pois a nação é massivamente budista. A última participação do país nos Jogos Olímpicos foi apenas na modalidade do arco e flecha, sem classificação alguma. Também nunca participaram da Copa do Mundo. Talvez por jogarem apenas futebol de Butão? =)

Achei importante descrever um pouquinho do cenário histórico-cultural do país para dar mais significado a fama de Tsokye Tsomo Karchung. Por
morar em uma das menores e menos desenvolvidas economias do mundo e ter o esporte, a mídia ocidental e a arte moderna quase que inexistentes em seu cotidiano conservador, tornar-se a primeira miss de seu país pode ser considerado uma conquista inovadora. No ano de 2008, no primeiro concurso de Miss Butão, Tsokye foi escolhida para representar seu país no concurso Miss Earth do mesmo ano
. Atualmente ela é atriz em filmes budistas e modelo para grifes "fashion mantra".

O concurso de Miss Butão 2010 está em andamento. No site oficial você pode conferir as candidatas e votar na sua favorita.


http://www.missbhutan.bt/


Curiosidade: No vídeo desse link, a miss compartilha um pouco da sua visão de mundo com uma "reporter global" para o canal Multishow.


Fonte: Wikipédia

Noah Idechong

23 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com


Palau é um arquipélago de 340 ilhas localizadas no Oceano Pacífico. Cerca de 700 espécies de corais e mais de 1.400 espécies de peixe são encontrados em suas águas, tornando-se uma das áreas mais ricas em biodiversidade marinha do planeta. Como resultado, a região é classificada como número um entre as sete maravilhas do mundo subaquático. Palau é também um dos mais novos países do mundo e sua economia em crescimento depende da riqueza que a terra e o mar proporcionam. Contudo, as pressões crescentes de desenvolvimento estão ameaçando esses recursos importantes.

Como ex-chefe da Divisão de Palau de Recursos Marinhos, Noé Idechong criou um modelo para a conservação marinha na região. Ele convenceu os chefes de Palau à restabelecer tradições antigas de conservação conhecidas como bul, que limita a pesca nos canais de desova nos recifes das aldeias. Esta foi considerada uma das medidas de conservação mais importantes no Pacífico da história recente.


Idechong supervisionou a instalação de bóias de amarração que salvou os corais da destruição causada por embarcações em locais de mergulho em Palau. Ele renunciou ao seu cargo no governo em 1994 para se tornar o diretor da
Palau Conservation Society, a única ONG do país. A missão da organização é a de preservar o meio ambiente exclusivo da região e buscar apoio da comunidade local e a sensibilização do público intenacional.

Em 1995 ele ganhou o Goldman Environmental Prize, um prêmo anual concedido a uma pessoa de cada continente por méridos devidos à ativismos ambientais.


Fonte: www.visit-palau.com e
www.goldmanprize.org

CliffyB

22 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Sugerido pelo usuário Spencer
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para: fer.souza.mail@gmail.com

Cliff Bleszinski é o diretor de design na companhia de desenvolvimento de jogos Epic Games. Ele se tornou muito conhecido por seu trabalho nas séries Unreal e Gears of War.

Fonte: Wikipédia

Barbara Steele

21 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Conhecida como a musa do cinema gótico italiano, a atriz se tornou celebridade em 1960 estrelando o horror cult "Black Sunday" de Mario Bava. Ao longo da carreira ela também foi dirigida por Roger Corman, David Cronenberg e outros do gênero.

Barbara passeando com o cão.

Pau Gasol

20 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

O espanhol Pau Gasol Sáez nasceu em Barcelona no ano de 1980. Atualmente ele joga basquetebol na liga Americana NBA como pivô do atual campeão, Los Angeles Lakers. Mais informações no seu site oficial.

Gheorghe Muresan

17 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana Romena

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

O PROCESSO

Gheorghe Dumitru Muresan, também conhecido como Ghita, foi jogador profissional de basquetebol entre os anos de 1998 à 2001. Com 2,31m de altura, ele está empatado com o jogador sudanês Manute Bol como o mais alto jogador da NBA de todos os tempos, aliás, ele foi o primeiro Romeno a entrar na NBA. Ghita não é apenas grande em altura, ele também sempre demonstrou ter grande talento para o basquetebol, inclusive foi eleito como o melhor da temporada 1995-1996, após média de 14,5 pontos, 9,6 rebotes, 2,26 bloqueios por jogo. No geral, ele tem médias de carreira de 9.8 pontos, 6,4 rebotes, 0,5 assistências, 1,48 bloqueios por jogo. O que é muito bom. Gheorghe normalmente usava o número 77 em referência à sua altura (7 pés e 7 polegadas).

Além de jogar basquete, ele também fez alguns trabalhos como ator em vídeo clipes, comerciais e no filme Meu Gigante Favorito onde contracenou com Billy Cristal em 1998.


Infelizmente ele precisou se aposentar em 2001 por motivo de lesões.


Olha como ele é altinho. Admirável.



Bem! Com isso termina a Semana Romena. =) Espero que nesse curto período eu possa ter contribuído com a divulgação e memória dessa honrada nação, berço de tantas personalidades que, seja nos divertindo, nos emocionando ou nos inspirando, certamente fizeram e fazem até hoje diferença no mundo.

Johnny Weissmuller - como Tarzan

16 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana Romena

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

A família de Johnny deixou a Romênia quando ele tinha apenas sete meses de idade. Infelizmente ele não pode crescer dentro da cultura de seu próprio povo, porém ele alcançou na América o que certamente não conseguiria em seu país natal, a oportunidade de se tornar um astro Hollywoodiano e encarnar um dos personagens mais famosos da TV.

Antes de entrar para o cinema, Weissmuller fez uma ótima carreira na natação, conquistando cinco medalhas de ouro para os EUA nas Olimpíadas de 1924 e 1928. Ele também estabeleceu 67 recordes mundiais nessa prática esportiva e ganhou 52 campeonatos nacionais, sendo assim, considerado um dos melhores nadadores de todos os tempos. Mas foi nas “terra dos sonhos” onde ele ganhou sua principal fama.


Em 1934 os estúdios cinematográficos resolveram transportar Tarzan dos romances de Edgar Rice Burroughs para as telas do cinema, e Weissmuller foi escolhido para viver o personagem. Ele se tornou o principal ator a interpretar o homem macaco, estrelando doze filmes da série. Foi Johnny também quem deu som ao famoso grito do personagem.

Depois de Tarzan, ele interpretou com sucesso o personagem Jim das Selvas na série de mesmo nome. Foram dezesseis filmes ao todo. Em 1955, a série transferiu-se para a TV, tendo sido feitos vinte e seis episódios de meia hora cada. Nessa época o visual de Johnny, já envelhecido, não combinava muito com perfil atleta de um “homem das selvas”, por isso ele se despediu da emocionante vida dos safaris para ser empreendedor no ramo do entretenimento.

Vale muito a pena ver esse teaser do filme Tarzan abaixo. Apesar da época, o nível da produção é de altíssima qualidade, principalmente nas cenas com animais selvagens.




Curiosidade: Johnny foi uma das personalidades a ter sua imagem imortalizada na intrigante capa do disco Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles. Dentro do círculo amarelo.

Gheorghe Zamfir

15 de set de 2010 Postado por Fernando 1 comentários
Semana Romena

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Conhecido até hoje como "O mestre da flauta pan" ou “O maior pan-flautista do mundo”, Zamfir é famoso por tocar uma versão expandida do estilo tradicional da flauta Romena de 20 tubos para 22, 25, 28 e 30 tubos e por difundir a música folclórica Romena na sociedade moderna americana.

Gheorghe Zamfir veio a público quando ele foi "descoberto" pelo ethnomusicologista suíço Marcel Cellier, que pesquisava música popular na década de 60. Trazido pela primeira vez à Europa Ocidental em 1972 pelo compositor Vladimir Cosma, como solista na música original de Cosma para o filme “Le grand blond avec une chaussure Noire”, ele fez grande sucesso. Desde então, ele tem colaborado como solista em trilhas sonoras de filmes famosos de compositores como Francis Lai e Ennio Morricone, também em diversos comerciais de televisão. Nos Estados Unidos, seus comerciais foram amplamente vistos na CNN nos anos 80.


Sua música também foi ouvida na trilha sonora de muitos filmes de Hollywood. Além de “Karate Kid” de 1984, onde sua música é tocada o filme inteiro, ele participou da trilha de “Era uma vez na América” e atualmente, sua canção The Lonely Shepherd se tornou tema para a personagem principal do filme de Quentin Tarantino, Kill Bill vol. 1.


Abaixo, ele executa "The Lonely Shepherd" acompanhado pela James Last Orchestra.




Se gostou, ouça mais do seu trabalho na Rádio UOL.

Constantin Brancusi

14 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana Romena

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Não espere por mistérios, eu lhe apresento pura alegria."
- Brancusi


O escultor romeno Constantin Brancusi, (1876-1957) foi a figura central do movimento moderno e um dos pioneiros da abstração. Ele passou grande parte da sua vida na França e lá viveu os anos dourados da fama artística na companhia de Pablo Picasso, Man Ray, Marcel Duchamp, Henri Rousseau e seu conterrâneo George Enescu.

Apesar do glamour da vida parisiense, Brancusi sempre se vestida de maneira simples, como
um camponês Romeno. Seu estúdio se parecia muito com uma casa de campo de sua região natal. Havia uma grande laje de pedra que ele usava como mesa, uma lareira primitiva e os móveis todos feitos à mão por ele mesmo, inclusive uma vitrola de madeira. Além de fazer seus objetos pessoais, o escultor cozinhava muito bem sua própria comida, pratos tradicionais da Romênia, com os quais recepcionava seus clientes.

Tendo realizado vários trabalhos, alguns expostos inúmeras vezes nos museus de Nova York, Brancusi demonstrou ter um interesse especial por mitologia, contos populares e tradicionais, principalmente os Africanos e Mediterrâneos, os quais influenciaram diretamente seus projetos. Abaixo, sua primeira grande obra: O Beijo "Le Baiser", de 1908. Depois deste trabalho, ele apostou cada vez mais nos abstratos, delineando assim o seu próprio estilo.
Brancusi deixou o
conteúdo de seu estúdio para o Museu de Arte da Cidade de Paris, na condição de o estúdio ser instalado no museu em sua totalidade. Ele também foi eleito a título póstumo à Academia Romena em 1990.

Elisabeta Rizea

13 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana Romena

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

“Depois que tiraram a mesa debaixo dos meus pés, eles começaram a me bater com um pau até que eu sangrasse. Então eles quebraram algumas costelas minhas, e eu desmaiei.” - Elisabeta Rizea

Filha de camponeses que viviam em uma simples cabana num pequeno lote de terra, ela teve que desistir de sua propriedade, a fim de implementar a agricultura coletiva imposta pelo exército soviético no final da II Guerra Mundial em 1945. Discordando da posição do governo ditador, Elisabeta e seu marido juntaram-se a um grupo de resistência anti-comunista que se refugiavam nas florestas e montanhas de Fagaras. Sua tarefa nesse grupo era a de fornecer alimentos e suprimentos.

Após ser capturada pela milícia romena em 1952, ela foi declarada “inimiga pública” e condenada a morte por se recusar a dar informações sobre os outros partidários. Após ser presa, sua pena foi comutada várias vezes, mas em 1964 ela finalmente foi liberada sob os termos de uma anistia geral.

Durante seus doze anos passados na prisão, ela foi submetida a várias formas de tortura: ela foi pendurada pelos cabelos com um gancho, espancada com uma pá, teve as costelas quebradas, foi escalpelada e queimada. Quando saiu da prisão, ela não tinha cabelo e não podia andar, pois seus joelhos foram destruídos pela tortura.

Após a Revolução Romena de 1989, ela se tornou símbolo da resistência anti-comunista em seu país sendo considerada uma das mais importantes personalidades Romenas de todos os tempos.

Semana Romena

11 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários

Recebi na semana passada uma notícia muito agradável. Um convite feito pela CRN (Associação dos Cartunistas da Romênia) para “toonar” alguma personalidade Romena. O desenho será exibido no museu virtual da associação onde cartunistas de vários países, inclusive muitos brasileiros, já contribuem com retratos, cartuns e caricaturas. O curioso foi que esse convite me deixou tão honrado quanto constrangido porque, quando eu parei para pensar quais personalidades Romenas eu conhecia, lembrei-me de Vlad Tepes, Conde Drácula, Zoltan – o cão vampiro de Drácula e... hum? =P~ Como diria Boris Casoy: isso é uma vergonha!

Bom, resolvi sanar essa deficiência cultural pesquisando os famosos da cultura Romena. Foi muito interessante. Tive o prazer de conhecer pessoas fantásticas e saber que algumas que eu já conhecia são Romenas e eu não sabia. Decidi então fazer não apenas uma, mas cinco, as quais eu postarei aqui na próxima semana, de Segunda à Sexta.


Então, à partir do dia 13, Semana Romena no Toonadas. Espero que seja de alguma forma divertido e instrutivo para você como também foi pra mim.


Bom fim de Semana!

Off Topic: Alison Lohman veste a camisa =)

Postado por Fernando 0 comentários
Alison é uma das minhas atrizes favoritas. Essa é uma pintura digital feita para um torneio de retratos. Eu resolvi aproveitar a oportunidade para mostrar que a idéia da minha "toonada" é ser um estágio intermediário entre o realismo e o cartum extremamente icônico (o boneco de pauzinho). Demorou cerca de 7 horas pra ser concluída. Clique nela para vê-la maior.

A toonada original
É isso! =)

Marlui Miranda

10 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana da Independência

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Nascida no Ceará em 1949, Marlui tem realizado por anos um sério trabalho de difusão e valorização da música e cultura indígena brasileira. Violonista desde a infância, ela tem uma longa carreira artística que começou em Brasília, onde ganhou prêmio como intérprete e compositora no Festival Estudantil da Universidade de Brasília quando estudava Arquitetura. Mudando-se para o Rio de Janeiro, ela se tornou parceira musical de nomes como Egberto Gismonti, Taiguara e Jards Macalé.

Entre os anos 78 e 81 ela fez uma série de viagens pelo Brasil e em suas andanças por Rondônia, conheceu e se apaixonou pelos povos indígenas da região. Passando a conviver com eles, ela procurou compreender e pesquisar seus hábitos, cultura e sua relação com o ambiente. A partir desse ponto sua música fundiu-se com seu respeito e admiração pelos indígenas e ela se tornou então reconhecida como representante desses povos, inclusive foi premiada por esses trabalhos, como no CD “IHU, Todos os Sons”, concedido pela Academia Alemã de Crítica (SchallplattenKritik). Além de sua música convencional, Marlui também compõe trilhas sonoras de filmes. Entre eles: "Brincando nos Campos do Senhor" de 1991 e "Hans Staden" de 2000.

Atualmente a cantora dirige a Associação IHU Pro Música e Arte Indígenas e é integrante do ANIMA, um grupo musical que faz musica medieval e renascentista com instrumentos antigos, misturando elementos indígenas e folclóricos brasileiros. O mais novo trabalho desse grupo se chama Donzela Guerreira. Nesse projeto eles exploram o mito da "donzela guerreira", uma personagem arquetípica presente em todas as culturas e épocas: a mulher que corta seu cabelo, veste uma armadura e se faz passar por homem, como por exemplo a francesa Joana Darc, a chinesa Mu-lan, a Princesa Éowyn de "O Senhor dos Anéis" e aqui no Brasil, Diadorim do livro "Grande Sertão: Veredas" de Guimarães Rosa.

Abaixo, uma entrevista musical onde pode ser conferida a beleza do trabalho do ANIMA com Marlui Miranda.



Nara Leão

9 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana da Independência

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Como podem afirmar diversos historiadores e pesquisadores, o início do movimento musical chamado Bossa Nova é cheio de estórias e lendas, divergindo as opiniões daqueles que tentam afirmar exatamente como ele surgiu. O que não pode ser contestado, sem dúvida, foi a participação de Nara Leão na repercussão desse cenário nos anos 60. A musa da Bossa Nova, como ficou conhecida mais tarde, vivia na refinada área do sul de Copacabana e o apartamento dos seus pais era famoso por ser frequentado por músicos, poetas e pensadores da região como Roberto Menescal, Carlos Lyra, Sérgio Mendes e Ronaldo Bôscoli- seu namorado na época. Foi nesse ambiente arejado pela brisa salgada do principal cartão postal do Rio de Janeiro, onde aconteceu a química que daria novas caras à música brasileira e a tornaria ainda mais conhecida pelo mundo.

Dotada de belíssima voz e grande talento com o violão, o qual ela
também chamava de namorado, Nara e seus amigos da Bossa saíram do apartamento e começaram a se apresentar em locais modestos como faculdades e pequenos shows estudantis. A novidade logo foi percebida pela alta classe cultural carioca que os convidava para tocar em ambientes mais sofisticados. Nara, sempre tímida, sentia-se pouco a vontade diante do público, chegando a se apresentar de costas para a platéia.

Devido ao rompimento de relacionamentos com Bôscoli, Nara muda de ares buscando independência e liberdade artística, mixando a singeleza da Bossa à outros elementos como o samba de morro e música de protesto, principalmente quando se aproximou de intelectuais e estudantes de esquerda. Nesse período ela foi para o teatro e fez fama em musicais como Pobre Menina Rica e Opinião que lhe consagraram como a principal referência feminina do canto bossa-novista.

Suas mudanças não pararam por aí. Logo mais ela se envolveria com o desregrado movimento tropicalista e outros gêneros da MPB, chegando a interpretar músicas de Roberto Carlos. Desde 1964, ela lançou 26 álbuns. Em 1989 ela gravou seu disco de despedida chamado My Foolish Heart, interpretando versões de clássicos americanos. No mesmo ano ela faleceu vítima de um tumor cerebral inoperável com o qual vinha lutando por dez anos.

No vídeo abaixo, Nara Leão interpreta "Insensatez" de Tom Jobim no programa Ensaio.




Curiosidade 1: Essa música também entrou para a trilha sonora do filme A Estrada Perdida de David Lynch.

Curiosidade 2:
O termo "bossa", gíria que significa qualidade peculiar de algo ou alguém, que os distingue de um outro, foi usado pela primeira vez nos anos 30 na música Coisas Nossas do cantor e compositor Noel Rosa.

Inezita Barroso

8 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana da Independência

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Ignez Magdalena Aranha de Lima, filha de um barão do café, teve seu primeiro contato com a viola ainda criança. Ao contrário das outras que brincavam e jogavam, ela preferia sentar-se junto aos rudes lavradores para escuta-los cantarem e tocarem o instrumento que a acompanharia por toda a sua vida. Como se ela tivesse nascido para ser o que é, a madrinha dos violeiros teve no começo da sua vida um apego tão grande pela música "Caipira-Sertaneja", que nem as aulas de piano em conservatório, nem a graduação em biblioteconomia pela USP, nem o doutorado em folclore e arte digital pela Universidade de Lisboa puderam desfazer essa paixão.

Seu trajeto musical pode ser considerado invejável para qualquer músico. Ganhadora de diversos prêmios e condecorações, como o de Comendadora da Música Raiz, ela tem mais de 50 anos de carreira e 80 discos gravados. Além cantora, atriz, instrumentista, folclorista e professora, Inezita ainda é hoje, aos seu 85 anos, apresentadora de um dos mais tradicionais programas televisivos brasileiros, o "Viola, Minha Viola", que acabou de completar 30 anos de transmissão ininterrupta. Sem dúvida, um tesouro nacional.


A cantora também é a principal patrocinadora de pesquisas para vacinas contra o câncer, desenvolvidos pelo Hospital Inezita Barroso na cidade de Barnabé, no interior do estado de São Paulo. Atualmente ela também leciona nas faculdades Unifai e Unicapital.


No vídeo abaixo ela faz uma épica apresentação da sua famosa e irônica "ode ao alcoolismo" chamada Moda da Pinga. Confira e repare como a platéia faz parte do espetáculo.




Fontes
http://www.sescsp.org.br
http://pt.wikipedia.org

http://www.tvcultura.com.br

Jorge Antunes

7 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana da Independência

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Dizer que o maestro Jorge Antunes foi precursor da música eletrônica brasileira é muito pouco comparado às realizações de toda a sua carreira. Sim, ele foi o primeiro músico brasileiro a usar instrumentos eletrônicos como arranjo, misturando o erudito com a cultura popular. Isso aconteceu ainda nos anos 60.

Em 1961 ele começou a estudar na Escola Nacional de Música da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro. Logo depois, em 64, ele iniciou o curso de composição e regência onde desenvolveu o estilo nacional, sendo influenciado por Villa Lobos. Nessa época ele construiu um violino (tocável e de bom som) todo feito com palitos de fósforos. Paralelamente, desde 1961 ele também estudava Física na Faculdade Nacional de Filosofia. Foi nesse lugar onde ele entrou em contato com geradores, filtros, moduladores e outros aparelhos eletrônicos e obteve conhecimento aprofundado sobre o universo das cores. Não demorou muito, fundou um Estúdio de Pesquisas Cromo-Musicais onde realizava pesquisas e inventos que culminaram na teoria chamada Cromoplastofonia, ou música Cromofônica que consiste em corresponder, de forma exata, cores aos sons. Segundo ele, cada tom cromático está vinculado no sentido oposto da escala de cores à uma nota musical, sendo o preto o silêncio absoluto. Em 1962 ele compôs a primeira obra brasileira feita exclusivamente com sons eletrônicos, a Valsa Sideral. Anos depois, enquanto continuava suas pesquisas, unindo a música não apenas as cores, mas aos cinco sentidos, ele se destaca como um dos representantes da música brasileira em âmbito nacional e internacional.
Não é a toa que ele é conhecido como o "Jean Michel Jarre" do Brasil.

A partir 1967, quando foi nomeado Professor de Música Eletroacústica no Instituto Villa Lobos do Rio de Janeiro, seu trabalho só ganhou reconhecimentos. Indo para Argentina por meio de uma bolsa de estudos, trabalhou no Laboratório de Música Eletrônica do Instituto Torcuato Di Tella de Buenos Aires. Depois, por conta de outra bolsa doada pelo governo Francês, ele partiu para Paris onde atuou como compositor-estagiário e iniciou o Doutorado em Estética Musical na Sorbonne, Universidade de Paris VIII. No final dos anos 70 ele volta para o Brasil e começa a usar toda a sua bagagem para desenvolver inúmeras atividade culturais e políticas em Brasília junto a movimentos populares e intelectuais. Nessa época, ele regeu a famosa Sinfonia das Diretas (com o som das buzinas de 300 carros em um estacionamento) e compôs um Hino Nacional Brasileiro Alternativo com vocabulário popular e lutou para que esse substituísse o original.


Tempos depois, ele foi contemplado com a Bolsa Vitae, que lhe permitiu realizar pesquisas durante um ano na Europa e no Oriente médio. Durante este período ele concluiu a ópera OLGA, baseada no drama da vida real de Olga Benário. Antunes também recebeu do ministério da Cultura da França, o título de Chevalier des Arts et des Lettres, um dos mais importante títulos honoríficos outorgados pelo governo francês.
Essas são apenas algumas de suas realizações. Para maiores informações, acesse seu site oficial.

Assista no vídeo abaixo uma reconstrução gráfica da Sinfonia das Diretas (infelizmente não foi filmada), que é a abertura do seu documentário biográfico, feito para o programa DOCTV da TV Brasil.



Martinho da Vila

6 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Semana da Independência

Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com



No vídeo acima, registrado pelo cineasta Ari Cândido Fernandes, o sambista Martinho da Vila solta a seguinte frase em uma de suas antigas baladas parisienses: "Eu não quero ficar trabalhando toda vida, que daqui a dois anos eu quero ser um vagabundo, entendeu... cantar no botequim e só, acabou!" =)

Será que ele alcançou sua meta? Felizmente não. Martinho vive uma rotina super ativa, gravando, fazendo shows e trabalhos sociais, como o Instituto Martinho da Vila que atende crianças e dá aulas de alfabetização para adultos em Duas Barras (sua cidade natal) e em entidades de defesa dos direitos do negro ou nas organizações de preservação da cultura popular brasileira.


Antes de se tornar músico, por volta dos anos 60, Martinho foi auxiliar químico industrial, sargento burocrata, escrevente e contador. Aos poucos envolveu-se com o samba enredo compondo pela Unidos de Vila Isabel, e como outros grandes músicos, foi no célebre Festival da Record que ele ganhou fama e prestígio profissional.


Hoje ele é um dos principais ícones na divulgação da música popular brasileira no exterior, tendo se apresentado por décadas em famosos eventos europeus, entre eles o Montreux Jazz Festival na Suíça nos anos 1988, 2000 e 2006. Uma característica marcante em seu trabalho é o foco nos países lusófonos da África, como a Angola, onde ele é um ídolo. Segundo o vice-presidente da AESP/MPB (Associação de Escritores, Pesquisadores e Divulgadores da Música Popular Brasileira), Luís Fernando Vieira, "Martinho decidiu não optar pela busca fácil dos mercados latino-americanos, que tem base de mídia e comércio. Foi para uma busca consciente de países africanos com a mesma língua, mas onde não há dinheiro. Justamente para levar uma mensagem, além de conhecer e entender melhor sua própria origem".


Em 2000 Martinho realizou no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, a apresentação do "Concerto Negro", um espetáculo focado na participação da cultura negra na música erudita. Além de cantor e compositor, Martinho da Vila é devorador de livros e escritor, sendo autor de dez títulos.


Fontes

www.martinhodavila.com.br
www.universia.com.br

Semana da Independência

4 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Como sabemos, no próximo dia 7 de Setembro iremos comemorar o Dia da Independência do Brasil. Será um feriado na terça, portanto quatro dias de folga à partir de hoje. Resolvi aproveitar essa oportunidade, onde celebramos talvez a mais Brasileira das datas, para matar a minha vontade de deixar o Toonadas mais tupiniquim. Nessa semana da independência, começando na Segunda-feira, farei uma simples homenagem, toonando cinco artistas entre diversos estilos musicais brasileiros. Alguns deles bastante conhecidos, outros nem tanto. Escolho a música porque em datas festivas, esse é um ingrediente indispensável. =) Tenha um ótimo feriado!

Off Topic: Usuário toonado

Postado por Fernando 2 comentários
Você gostaria de ter sua foto toonada para seu uso pessoal?
Comente aqui ou escreva para: fer.souza.mail@gmail.com

Esse é Spencer de São Paulo, Brasil
Seu blog: Spencer Invaders
O título não poderia ser melhor. =)

Mao Tsé Tung

3 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Talvez uma das personalidades mais controversas do mundo e certamente uma das mais influentes segundo a revista TIMES, Mao Tsé Tung foi um líder chines fundador da República Popular da China e do Maoísmo. Adepto das idéias marxista-leninistas, é visto por muitos, principalmente pelos próprios chineses, como o herói que transformou o seu país de uma colônia de camponeses na 3ª potencia mundial. Já na visão ocidental, ele é lembrado como o ditador comunista que impôs suas idéias pelo preço do sangue de milhões.

Caso você queira formar sua própria opinião, acesse a biografia dele aqui.


O PROCESSO

Robert Kipkoech Cheruiyot

2 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Robert Kipkoech Cheruiyot é um maratonista Queniano que se habituou a chegar em primeiro lugar na maioria das corridas de longa distância que participa. Ele frequentemente disputa a mais tradicional maratona do mundo, a Maratona de Boston. Nela ele venceu por três anos consecutivos. Aqui na São Silvestre, ele foi campeão nos anos 2002, 2004 e 2007, dando lugar nos anos seguintes ao seu patrício James Kipsang.

Jorge Alberto González Barillas - O Mágico González

1 de set de 2010 Postado por Fernando 0 comentários
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Nascido em San Salvador em 13 de Março de 1957, o atacante Mágico González atuou profissionalmente até os 47 anos, sendo o maior artilheiro da história da Seleção Salvadorenha, com 41 gols. Como todo jogador, ele começou sua carreira em pequenos clubes, mas logo se destacou por sua habilidade em criar elegantes dribles e alcançar o gol mesmo marcado por muitos jogadores, característica essa que lhe rendeu o apelido de "mago" e posteriormente, "O Mágico". A sua ida para o futebol Europeu foi marcada pelo duelo entre dois clubes espanhóis que concorriam pelo seu passe: Cádis e Barcelona. O pequeno Cádis venceu a disputa e foi nesse clube que Mágico atuou por quase toda a sua estadia na Europa.

Jorge não era conhecido apenas pelas suas jogadas e gols, ele também ganhou fama por gostar da vida noturna, mas apesar de trocar a noite pelo dia e viver em baladinhas, seu desempenho em campo nunca foi afetado. O problema era que nem sempre ele comparecia aos jogos. Alguns clubes em que ele jogou tentaram sanar o mau hábito do jogador monitorando os seus passos. Não deu certo. A diretoria do Cádis FC resolveu o problema na renovação de contrato. Em vez de salário mensal, pagariam por partida. Se não jogasse, não ganharia. Depois dessa mudança ele não faltou mais.

Em 2002, Jorge Mágico González foi premiado como o melhor jogador Salvadorenho de todos os tempos. Alguns críticos dizem que devido ao seu talento, o status do jogador poderia ser ainda maior, equiparando-se ao Pelé ou Maradona, caso ele fosse brasileiro ou argentino. Assistindo os seus vídeos, percebe-se que eles tem razão. Ele era ótimo. Algumas de suas jogadas são até mais bonitas e inteligentes que dos outros grandes craques.

Poucos vídeos de "melhores jogadas" de um único jogador conseguem ser emocionantes como esse que linkei abaixo,
admito porém que a trilha sonora da Tina Turner ajudou um pouco. =)

BlogBlogs.Com.Br