Anália Franco

11 de mar de 2011 Postado por Fernando
Você gostaria de indicar uma próxima toonada?
Comente aqui ou escreva para:: fer.souza.mail@gmail.com

Em 1871, a conhecida Grande Dama da Educação Brasileira ainda era uma jovem de 16 anos recém formada, poetisa, jornalista e atuava como professora primária. Nessa época foi aprovada a Lei do Ventre Livre, que considerava livre todos os filhos de escravos nascidos a partir da data. Apesar de serem livres, essas crianças costumavam ficar com seus pais na fazenda onde eles trabalhavam e no fim, levavam o mesmo estilo de vida escrava. Os que optavam por outro caminho, eram enviados para a Roda dos Expostos da Casa de Misericórdia, onde tinham comida e assistência ou vagavam sem destino pelas matas e acabavam sendo mortos e devorado por animais.

Ciente dessa situação, Anália compadeceu-se desses meninos e decidiu deixar a capital para inaugurar um albergue-escola no interior. Essa empreitada levou a professora a passar por diversas dificuldades, pois seu salário não era suficiente para cuidar de tantas crianças, as quais ela chamava de “meus alunos sem mãe”. Ela começou a pedir ajuda de porta em porta para o sustento dos pequenos, mas chegou uma hora em que “aquela que mendigava para os filhos de escravos” conseguiu chamar atenção da alta sociedade e um grupo de abolicionistas e monarquistas se propuseram a apoiar a sua causa.


Algum tempo depois, foram implantadas algumas creches no interior e ela pode voltar para capital. Com a abolição da escravatura em 1888, ela fundou escolas maternais, elementares e um Liceu feminino que preparava professoras para atuarem nessas instituições. Isso garantiu ensino gratuito e de qualidade para crianças brancas e negras, sem descriminação. Nesse período ela também fundou sua primeira revista, chamada “Álbum das Meninas”. Em 1911 ela conseguiu adquirir um enorme loteamento chamado Chácara Paraíso onde construiu a Associação Beneficente Instrutiva – Lar Anália Franco, que tinha a função de regenerar jovens “desviados” através de atividades agrárias. Esse local hoje é o bairro Jardim Anália Franco na região leste de São Paulo, onde estão localizados o parque e o shopping homônimos.


Anália Franco foi responsável pela construção de 71 escolas, 2 albergues, a colônia regeneradora, 23 asilos para crianças órfãs, 1 banda musical feminina, 1 orquestra, 1 grupo dramático, oficinas para manufatura em 24 cidades do interior e da capital, e além disso, escreveu 3 romances, peças teatrais e vários poemas.


"A verdadeira caridade não é acolher o desprotegido, mas promover-lhe a capacidade de se libertar
".
- Anália Franco

Fontes: wikipédia.org, lencoisnoticias.com, santacasasp.org.br

0 Response to "Anália Franco"

Postar um comentário

BlogBlogs.Com.Br