Satoshi Kon

25 de abr de 2012 Postado por Fernando 4 comentários
                                          12 de outubro, 1963 – 24 de Agosto, 2010

Satoshi Kon foi um aclamado diretor, roteirista, autor de mangas e animador japonês, cultuado pos famosos filmes como Perfect Blue (1997), Millenium Actress (2001), Tokyo Godfathers (2003), Paprika (2006) e pela série Paranoia Agent (2004). Seus trabalhos caracterizavam-se pelo visual, sempre belíssimo e inovador, com personagens e cenários realistas e por roteiros e enredos sensíveis, inteligentes e fantasiosos.

Abaixo, cenas do filme Paprika, que fala sobre uma psicóloga, dona de um dispositivo que lhe permite tratar seus pacientes entrando em seus sonhos.


Vítima de uma doença degenerativa, antes de sua morte,  Satoshi deixou uma comovente carta de despedia que foi traduzida em diversas línguas. Ela pode ser lida no site akahon.

Fonte: wikipedia.org

Daniel San - Sambô

21 de abr de 2012 Postado por Fernando 2 comentários
 

O grupo Sambô surgiu a partir de uma roda de amigos, também músicos  profissionais, com a intenção de fazer um samba raiz de qualidade, ao redor de uma mesa, batendo papo. A união dessa turma evidenciou a diferença de conhecimento de ritmos e experiências profissionais de cada um, de forma que decidiram colocar toda essa mistura na caldeira. Dela surgiu o estilo que os autores chamam "Rock-samba".

Além de composições originais, o grupo adapta canções internacionais, a maioria rock, ao estilo samba de mesa, e principalmente por conta da competência dos integrantes, o resultado não poderia ser outro. Uma divertida mistura, gostosa pra quem tem samba no pé e no mínimo curiosa pra quem tem rock na veia. Como o gosto desse blogueiro enquadra-se mais no segundo grupo, não deixei de reparar no estilo de Daniel San, o vocalista. Predominantemente roqueiro e com um toque de pagodeiro, ele emprega um vocal rasgado e muito bem afinado, que contribui talvez com 40% da "parte rock" desse novo estilo.


No repertório do Sambô tem "Mercedes Benz" da Janis Joplin, "Rock'n Roll" do Led Zeppelin, "I feel good" de James Brown e "Satisfaction (I can´t get no)" dos Rolling Stones. Todas essas versões, dignas do título "Rock-samba". Os fãs devem torcer para que nos próximos trabalhos, o grupo invista em composições originais, que tragam em sua excência a principal característica do Sambô, que até agora parece estar agradando gregos e troianos.

Abaixo, "Sunday Bloody Sunday" do U2 em "Rock-samba".



Fonte: sambo.com.br

Tributo à Chico Anysio

3 de abr de 2012 Postado por Fernando 1 comentários
Eles são: Bento Carneiro, Coalhada, Tim Tones, Jovem e Professor Raimundo

Mais de uma semana após a morte de Chico Anysio, é difícil falar sobre seu legado artístico sem chover no molhado, já que o sentimento de perda e a admiração é praticamente o mesmo para todos os brasileiros. Mesmo assim, acho que vale a pena compartilhar o que me passou pela cachola quando elaborava esse desenho, e puxava pela memória os divertidos momentos que passei assistindo seus programas.

Foi muito fácil perceber no trabalho de Chico Anysio o que pode-se reparar quando vemos um mesmo bom ator interpretando mais que um papel. A expressão, o olhar ou o coração que o profissional dá ao personagem quase que transforma totalmente o seu rosto. Mesmo com pouca maquiagem, um bigode falso e uma peruca, já bastam para fazer surgir diante dos olhos do espectador uma nova pessoa. É curioso lembrar com isso, que os rostos das pessoas que conhecemos a nossa volta não são apenas uma mera construção anatômica óssea e muscular coberta por um certo tipo de pele. A alma, as emoções e talvez as idéias de um homem controem sua fisionomia.

Certamente além ator e humorista, na minha opinião Chico Anysio será sempre lembrado também como um especialista em analisar e reproduzir rostos, e que usou seu próprio rosto como modelo base para desenvolve-los.

BlogBlogs.Com.Br